Governança corporativa: como boas práticas podem aumentar o investimento e crescimento das empresas

Por HLB Brasil

image

O dever e preocupação das empresas em relação ao seu papel de contribuição com a sociedade está cada vez mais enraizado no planejamento e estrutura dos negócios.

Preocupações mais profundas, como o porquê da existência de uma empresa e como ela contribui para ser mais sustentável e diversa permeiam nas decisões de investidores da hora de aplicar em uma organização.

Nos últimos anos, o termo ESG vem ganhando cada vez mais força no ambiente corporativo. Os primeiros debates sobre o tema surgiram em 1990, apontando o ESG como indicador para empresas comprometidas com a responsabilidade socioambiental, além de um sistema financeiro global sustentável e economicamente eficiente, beneficiando tanto a sociedade quanto seus stakeholders.

Empresas que inserem em sua cultura organizacional e estratégia de negócios os fatores centrais que as determinam como sustentável – Environmental, Social and Corporate Governance (ESG) – conquistam destaque social e de mercado, atraindo a atenção de investidores que atualmente buscam a responsabilidade como primeira decisão na hora de escolher uma organização, levando em conta o ESG como captação de novas oportunidades, o engajamento das empresas com esses projetos e a influência e evolução exercida na sociedade.

Esse fator pesa sobretudo a ética além do lucro, chamando a atenção dos chamados “investidores sustentáveis” que procuram dedicar suas aplicações em projetos que reduzam os riscos de investimento, trazendo benefícios no aumento do desempenho e crescimento de ambos os lados ao investirem nos valores e crenças das organizações comprometidas com causas sociais.

A atração de investidores através de boas práticas sociais pode abrir portas para o reconhecimento e valor de empresas no mercado, além de afirmar a reputação da organização – enraizando não somente as relações investidor/empresa, mas também empresa/cliente – por certificar o seu compromisso e preocupação com o bem-estar social.

Investimentos não afetam somente as empresas e os seus negócios, sendo um efeito em cadeia, um bom investidor pode proporcionar mudanças significativas em todos os stakeholders. Por isso, estruturar uma boa governança e práticas que consideram os valores e cultura da empresa pode ser uma estratégia importante para o crescimento de seus negócios e abertura para novas oportunidades.

Selo Carbon Free – Responsabilidade social

A preservação do meio ambiente e medidas para aplacar os efeitos causados pela globalização também é de responsabilidade das organizações. Através de uma de nossas firmas-membro contamos com o selo Carbon Free – demonstrando a nossa preocupação com as pessoas e o meio ambiente, realizando ações acertadas para amenizar o impacto ambiental por meio da neutralização de emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE).

Desenvolvemos também uma campanha de conscientização de descarte de copos plásticos voltando o olhar de nossos colaboradores para o futuro. No mundo, 500 milhões de copos plásticos são descartados por ano e, anteriormente, nossos escritórios consumiam mais de 17.500 copos por mês.

Com isso, distribuímos a todos os colaboradores copos reutilizáveis e incentivamos a conscientização de descarte de copos nos lixos, não disponibilizando o utensílio plástico em nossos escritórios.

img

Entre em contato!

Qualquer dúvida, estamos à disposição para ajudá-lo.

Contate-nos
x
x

Share to:

Copy link:

Copied to clipboard Copy