Retenção de talentos nunca esteve tão em evidência

Por Felipe Pirajá

image

Muitas pesquisas mostram quão benéfica é a relação de satisfação no trabalho e aumento da produtividade. Em média, trabalhadores motivados produzem 30% mais. Por isso, as empresas têm investido tanto, principalmente no último ano, em ações de promoção à retenção de talentos nas companhias.

Investimentos em treinamento, apoio psicológico e saúde física dos profissionais deixou de ser uma ação complementar utilizada pelas organizações, para ser um fator de sustentabilidade para o crescimento das empresas.

Na HLB, temos a qualidade de vida no trabalho como preceitos de nossa estratégia global de desenvolvimento e consolidação da marca no mercado local e internacional, sendo o turnover uma  das métricas de avaliação das firmas-membro sobre os nossos propósitos como instituição e, por isso investimos em programas de treinamentos técnicos e comportamentais, sala da saúde, ginástica laboral, distribuição de frutas, programas de acompanhamento psicológico, workshops e programas para estimular a saúde financeira de nossos profissionais.

Com este pensamento vejo que, para 2020, os especialistas em gestão de carreiras devem estar cada vez mais atentos para importantes tendências que irão impactar o modo de fazer a gestão do capital humano:

Automação dos processos de folha de pagamento

Gestão de ponto eletrônico, processos de contratação online desde o recrutamento ao controle de folha e benefícios em ferramentas específicas de automação, têm otimizado as equipes de Recursos Humanos a gastarem suas horas com o mais importante, a gestão e desenvolvimento do capital humano, cada vez mais, estas ferramentas tendem a ser fator indispensável para qualquer área de RH.

People Analytics

A inteligência no processo de gestão de pessoas baseado em análise de dados tem sido muito eficaz dentro da área de gestão de pessoas porque diminui erros tanto no processo de contratação, quanto em administração de equipes e desenvolvimento de planejamento de treinamentos e gestão de planos de carreira.

Outras inovações como gamificação para os processos de treinamentos de equipe, adequação da forma de gerir o processo de liderança e novas ações de flexibilização da carga horária ainda estão em estudo e devem ser exploradas de maneira ainda muito sutil no mercado, mas o importante é entender que a área de Recursos Humanos tem se tornado cada vez mais o coração dos processos decisórios das organizações.

Na HLB, temos nos últimos anos utilizado muitas destas tendências, pois entendemos como marca que a gestão do capital humano (retenção de talentos) é um dos três principais fatores para o crescimento e sustentabilidade da nossa organização. Este não é só uma exclusividade do nosso setor, entendo que hoje esse tem de ser um dos principais focos dos CEOs de qualquer segmento.

 

Felipe Pirajá é gerente da área de People and Culture da HLB Brasil.

Entre em contato!

Qualquer dúvida, estamos à disposição para ajudá-lo.

Contate-nos
Entre em contato
x
x

Share to:

Copy link:

Copied to clipboard Copy