Conselhos para os gestores em tempos de pandemia

Por Dalton Locatelli

image

Como CEO e sobretudo como médico, uma das minhas maiores preocupações e acredito que seja a da maioria dos gestores, é garantir a saúde e segurança de nossos profissionais, além da continuidade de nosso trabalho e rentabilidade de nossos negócios em tempos de pandemia.

Aqui na HLB Brasil, tem alguns meses que já temos um grupo de continuidade dos negócios para estarmos preparados para garantir o funcionamento de nossas operações em caso de adversidades. Porém, nas últimas três semanas intensificamos o nosso comitê com todos os líderes da organização para garantir sobretudo a segurança de nossas pessoas neste período. Afinal, a obrigação de uma organização não é somente em gerar lucros e sim ser responsável com a comunidade que está inserida. Por isso, se tem alguns conselhos que posso apresentar retirados destas reuniões são:

 

  1. Conheça bem a sua rede de profissionais

Ter dados sobre a saúde de nossos profissionais e suas condições têm sido um fator decisório para iniciarmos nosso plano de contingência de maneira gradativa, priorizando as pessoas que mais precisam de auxílio a ficarem em Home Office, como os grupos de risco e agindo de maneira a orientar os cuidados especiais que estas pessoas devem ter com a sua saúde e a de seus familiares. Não é possível permitir que profissionais deixem seus filhos aos cuidados de seus avós em um momento como esse, sendo que este grupo de idosos é o mais suscetível ao vírus. Também são necessários alinhamentos com o plano de saúde dos profissionais para orientações online em caso de sintomas do novo COVID-19.

 

  1. É preciso instituir o Home Office com políticas desenhadas para assegurar qualidade e satisfação dos profissionais

Somente colocar os profissionais para trabalhar de casa não adianta. São necessários testes de segurança da informação, orientação sobre o uso correto dos equipamentos, garantir a infraestrutura para que estas pessoas se sintam totalmente apoiadas pela empresa. Além do que, é necessário durante o período de afastamento do escritório destes profissionais, manter o contato constante e a mesma orientação que é dada diariamente nas operações.

 

  1. Segurança da informação é fator-chave

Testes de uso prévio fazem o sucesso de uma operação em Home Office. É necessário garantir que todos os parâmetros de segurança da informação estão alinhados entre empresa e colaborador e abastecer as máquinas com sistemas de alta segurança para que os clientes e os profissionais estejam assegurados sobre a autenticidade dos processos que estão sendo desenvolvidos fora do espaço da organização.

 

  1. Gestão financeira tem de ser um ponto de total atenção

Uma infraestrutura de contingência não acontece do dia para noite, o planejamento financeiro é que vai nortear a eficiência dos projetos. Por isso, reavaliar os investimentos neste período, cuidar da saúde do fluxo de caixa e investir no que realmente é prioritário traz o sucesso de uma operação como essa para garantir a continuidade das organizações em tempos de crise.

 

  1. A integração dos departamentos fará a diferença

Em nosso comitê reunimos líderes da operação e suporte e colocamos desafios a serem trabalhados em equipe e o resultado foi o melhor esperado. As áreas ao trazerem sugestões de trabalho umas para as outras garantiram vários pontos de vistas e enriqueceu as discussões sobre as ações a serem tomadas para garantir o futuro da organização.

O slogan da HLB diz “Together We Make It Happen” e esta visão nunca teve tanto sentido para mim após a união dos líderes. Produzimos como grupo de continuidade muitas ações em poucas semanas e isto me faz acreditar o quão fundamental é o trabalho em equipe em tempos de crise. Esta é a grande lição de tudo isso!

 

Dalton Locatelli é CEO da HLB Brasil.

 

Conheça o plano de prevenção da HLB Brasil para a continuidade dos negócios. Clique aqui e acesse.

Entre em contato
x
x

Share to:

Copy link:

Copied to clipboard Copy